Residência Judicial abre processo seletivo para nova turma

A Escola da Magistratura do Rio Grande do Norte (Esmarn), em parceria com a Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), publica edital para o processo seletivo da nova turma do Programa de Pós-graduação em Residência Judicial. São oferecidas 50 vagas direcionadas a bacharéis em Direito. As inscrições acontecem no período de 9 a 30 de outubro.

Para participar do processo seletivo, o candidato deve fazer sua inscrição exclusivamente pelo site da Comperve (www.comperve.ufrn.br), preenchendo o formulário de inscrição e efetuando o pagamento da taxa de inscrição de R$ 75,00 até o dia 31 de outubro. Realizada a inscrição, o candidato deverá entregar na Comperve, entre os dias 9 e 31 de outubro, cópias dos documentos comprobatórios das atividades realizadas, de acordo com o anexo I do edital.

 O processo seletivo cumpre as seguintes etapas: prova de múltipla escolha em conhecimentos específicos (1ª etapa – caráter eliminatório); prova oral (2ª etapa – caráter eliminatório); e prova de títulos (3ª etapa – classificatório).

A prova de conhecimentos específicos, relativa à primeira etapa, será realizada no dia 26 de novembro, em Natal, com quatro horas de duração. A lista com os aprovados para a segunda etapa do processo seletivo será divulgada no dia 31 de janeiro de 2018.

Residência Judicial

O Programa de Residência Judicial é um curso de Pós-graduação Lato Sensu, caracterizado pela formação teórica e prática em ambiente forense, visando ao aperfeiçoamento profissional na atividade judicante. O curso é promovido pela UFRN em parceria com a Esmarn.

A Residência judicial é formada por dois eixos interligados de formação. O primeiro (Módulo R1) é constituído por aulas teóricas e práticas, que objetivam inserir o aluno no domínio dos temas da Residência Judicial, com carga horária de 360h a ser cumprida na Esmarn, em Natal. O segundo é formado pelos Módulos R2 e R3, caracterizados pela vivência em ambiente forense (Unidades Judiciárias ou Núcleos de Apoio a Prestação Jurisdicional), tendo a prática como eixo estruturador da aprendizagem. Os dois últimos módulos possuem carga horária que varia entre 1440h e 2280h, que podem ser cumpridas nas Comarcas de Natal, Parnamirim, Macaíba, São Gonçalo do Amarante e Extremoz.

Para mais informações, confira o edital.