Residência Judicial realiza Seminário de Integração

Hoje (31) acontece o último dia de atividades dos residentes do Módulo R1 do Programa de Pós-graduação de Residência Judicial. O Seminário de Integração é o momento em que eles tiram as dúvidas sobre a nova fase da Residência e começam a entrar em contato com suas atividades. Os residentes terminam o módulo R1 hoje, e já iniciam amanhã as atividades do R2 nas respectivas unidades judiciais.

O Seminário de Integração é uma continuação da formação realizada nos dias 13 e 14 de julho com os juízes que receberão os residentes em suas unidades judiciais. O professor doutor da Secretaria de Estado de Educação do Distrito Federal e colaborador da Enfam, Erisevelton Lima, comenta que no Seminário eles estão “tentando fazer uma convergência entre as expectativas dos preceptores e os residentes”.

Segundo o professor, os temas recorrentes discutidos no Seminário são as relações humanas no ambiente de trabalho, a postura ética requerida pela atividade, a proatividade e, sobretudo, o esclarecimento de que “a residência não é um espaço de estágio, mas o momento de formação profissional dentro da perspectiva do Programa, para fazer uma articulação da teoria (estudada no módulo R1) com a prática (exercida no módulo R2)”.

O residente Luis Felipe de Medeiros, que ingressou na Residência Judicial devido ao seu interesse pela Magistratura, ressalta que este é “o momento de descobertas proporcionado pelo R2, tanto do ponto de vista acadêmico-jurídico quanto do ponto de vista da organização do trabalho, porque cada vara tem seu modo de trabalhar”. Quantos as dúvidas nessa fase, ele afirma “no Seminário, eles fizeram uma introdução sobre as nossas atividades e minhas dúvidas estão sendo sanadas, principalmente quanto ao regimento da Esmarn”.